PREV
NEXT

O presente site do Circollo Italiano di Andradas, que lançamos dia de 21 de fevereiro de 2019, dia nacional do imigrante Italiano no Brasil, é fruto do projeto História da Imigração Italiana em Andradas-MG, que foi financiado pelo Fundo Estadual de Cultura de Minas Gerais (FEC), pela Secretaria de Cultura de Minas Gerais(SEC), e pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

SITE OU ARQUIVO VIRTUAL?

O Circolo Italiano di Andradas, sediado na cidade de Andradas, sul do Estado de Minas Gerais e zona de fronteira com São Paulo, considera este site, de domínio público e acesso gratuito, não só um canal de comunicação de difusão de informações, mas também uma espécie de Arquivo Virtual da História da Imigração Italiana em Andradas.

Apelidamos este produto cultural de arquivo virtual por conta das digitalizações de documentos que ele disponibiliza. Elas são fruto de um ano de trabalho no projeto de pesquisa.

E por que a alcunha, talvez incorreta em arquivística, de arquivo virtual? Porque todos os documentos, cujas digitalizações este site disponibiliza, não estão fisicamente reunidos no espaço de um único arquivo. As digitalizações de documentos começaram a ser reunidas na fase inicial de coleta da tradição oral sobre a imigração italiana, ocorrida no município entre os anos de 1880 e 1960. Tal trabalho exigiu uma longa peregrinação pelas casas dos descendentes de imigrante do município, os quais, muitas vezes, nos apresentaram documentos pessoais, cuja digitalização, por eles permitida, achamos indispensável. Todas as cópias digitais dos documentos foram feitas in loco, por vezes com um scanner portátil e por vezes fotografados em uma mesa estativa.

Portanto, além de ser depositário de um acervo de imagens digitais, este site também guarda um acervo áudio visual, este último sim produzido pelo Circolo Italiano di Andradas.

Dessa forma, muitos dos documentos aqui apresentados estão ligados à uma entrevista gravada em áudio ou em vídeo, ou à uma entrevista onde a gravação não foi permitida pelo entrevistado. Isso significa que os documentos originais, de que foram extraídas as digitalizações, espalham-se por inúmeros acervos particulares, familiares e também individuais. Espalham-se também por arquivos públicos como o da Paróquia de Andradas, o do Arquivo da Casa da Memória de Andradas e alguns até mesmo por instituições mais conhecidas, como o Arquivo do Estado de São Paulo e o Arquivo Nacional.

É justamente pelo fato dos documentos originais que digitalizamos estarem espalhados por uma miríade de lugares, que o acervo digitalizado deste site pode ser considerado um Arquivo Virtual, porque enquanto tal, ele existe só virtualmente.

Mesmo não sendo um repositório físico de documentos diversos, este site promove três serviços, cujas importâncias não podem ser negadas:

1 - o de recuperação de muitos documentos que já encontram-se em avançado estado de degradação;

2 – o de coleta de uma tradição oral que está desaparecendo, haja vista que três de nossos entrevistados faleceram antes mesmo de publicamos o site;

3 – e o de promover uma ampla circulação das informações e do material aqui disponibilizados.

DA LOCALIZAÇÃO FÍSICA DOS DOCUMENTOS ORIGINAIS

Nos casos dos documentos particulares digitalizamos, buscamos de alguma forma informar a sua localização, colocando o nome dono do documento no código de localização de sua digitalização no site:

AP_ nome da pessoa que nos deu o direito de digitalizar o seu documento.

Exemplo: AP_RogérioBasso, significando Acervo Pessoal de Rogério Basso.

No caso de a pessoa possuir mais de um documento, cada um deles foi diferenciado com o acréscimo tipo de documento e da data, quando está registrada no documento. Exemplo: AP_RogerioBasso_passaporte1888.

DO MATERIAL DISPONÍVEL NESTE SITE:

Todo o material é de domínio público. Este site visa dar o acesso gratuito a documentos e conteúdos diversos, úteis para eventuais pesquisas históricas sobre a imigração italiana tanto no município, como nas regiões vizinhas. Segue o resumo do conteúdo do site:

- Registros da tradição oral coletados em áudios e vídeos;

- Histórias das origens italianas de famílias, escritos por membros das mesmas;

- Digitalizações de fotos de época e contemporâneas, relacionadas às famílias de imigrantes italianos e seus descendentes;

- Digitalizações de documentos originais, do século XIX e do começo do XX, pertencentes aos italianos emigrados da Itália para o Brasil, os quais foram guardados por seus descendentes.

- Digitalizações dos livros de registros paroquiais de casamento, batismo e óbito, trazendo informações sobre a integração dos italianos na comunidade local e, eventualmente, sobre o comune e província de origem do imigrante na Itália, cujos os originais encontram-se sob a guarda do Escritório Paroquial de Andradas - MG.

- Digitalizações de alguns exemplares de periódicos como revistas e jornais antigos, que dão notícias sobre a formação da colônia italiana na Vila Caracol, hoje Andradas, e sobre ampliação da produção de vinho na localidade pelo componente étnico italiano, a qual foi iniciada anteriormente a sua chegada por uma elite luso-brasileira (mais especificamente no final do século XIX).

- Digitalizações de documentações do final do século XIX e início do XX das fazendas de café de São João da Boa Vista – SP, município vizinho de Andradas, de onde vieram a maioria dos imigrantes que se integraram à comunidade andradense.

- Digitalizações de cópias e extratos de documentos como certidões de nascimento e casamento, conseguidas na Itália por descendentes de imigrantes que as levantaram para conseguir a cidadania italiana junto ao Consulado Italiano de Minas Gerais.

- Uma obra apresentando os resultados da pesquisa, intitulada Ensaio Histórico e Literário - História da Imigração Italiana em Andradas-MG, que apresenta: o percurso da pesquisa que deu origem a este site e suas dificuldades, as coletas de entrevistas em áudios e vídeos, da digitalização de documentação diversificada e, por fim, uma análise prévia da História da Imigração Italiana em Andradas-MG.

DA DEMANDA SOCIAL QUE ORIGINOU O SITE E DO POSSÍVEL ALCANCE

O trabalho surgiu de uma demanda da população local, que conta com um expressivo número de descendentes de imigrantes italianos em sua composição demográfica. Até o presente momento, o Circolo Italiano di Andradas levantou 449 sobrenomes italianos, que se multiplicam incontáveis vezes pelos números de descendentes de cada família de imigrante. Sobrenomes de famílias que não existem mais, ou que apenas passaram pelo município, também tem sido detectado.

Ao final da pesquisa, nós nos demos conta de que não era possível analisar a história deste fenômeno demográfico de forma isolada em Andradas, para o entender é necessário olhar para uma realidade mais ampla, que envolve municípios vizinhos de Andradas, tanto em São Paulo, como em Minas Gerais, alguns dos quais já citados: São João da Boa Vista – SP, Águas da Prata – SP, Espírito Santo do Pinhal – SP, Caldas-MG e Poços de Caldas-MG. Além disso, percebemos a conexão da imigração italiana regional com o fenômeno em escala nacional e que deveríamos manter-nos atentos à necessidade de construir uma narrativa que expressasse a sua íntima ligação dela com o fim da escravidão na década de 1880.

Ao final, temáticas como a escravidão, o negro, a abolição, a “política de branqueamento”, as teorias racistas, a importação da mão-de-obra italiana e a sua integração na sociedade brasileiras, foram comtempladas na Ensaio Histórico e Literário do site, feita com base em muitos dos documentos digitalizados. E isso não somente para o trabalho ser bem visto perante o que hoje é considerado politicamente correto, mas principalmente porque sem essa temática, não é possível entender a História da Imigração em Andradas.

TOP